Archive for março, 2010


Depende de quem você ouve…

Nossas decisões diárias, nossa vida, nossas atitudes, nossos sentimentos… dependem de quem ouvimos. Podemos ouvir a nossa consciencia, podemos ouvir nosso coração, nosso eu, nossa vontade, amigos, colegas de trabalho, familiares, pastores, líderes… ou ouvir a ÚNICA pessoa que realmente sabe o que importa pra nós, DEUS!!!

Davi foi considerado um homem segundo o coração de Deus! Estudando a história dele descrita em 1 Samuel 23:1-2, lemos: “Davi soube que os filisteus estavam atacando a cidade de Queila e roubando o trigo que havia sido colhido há pouco. Então perguntou a Deus, o SENHOR: —Devo ir e atacar os filisteus? —Sim! —respondeu o SENHOR”. Nos próximos versículos lemos: “Então Davi consultou novamente a Deus, o SENHOR, e ele respondeu”; “para que possamos consultar a Deus“; “Davi saiu e foi para os lugares protegidos da região da fonte de Gedi”.

Davi consultava a Deus para qualquer atitude que ele iria tomar. Ele simplesmente tinha a consciencia de que não sabia o que era melhor pra si proprio, não conhecia o futuro e, não tomava uma decisão sequer sem confiar em uma sabedoria completamente divina.  Vemos depois que ele sai e vai para lugares protegidos. Existia um controle divino! Ele não é entregue a Saul, é afastado dos seus inimigos, reencontra Jônatas para fortalece-lo, enfim, ele prospera.

Apenas uma coisa é válida e realmente nos importa… ter intimidade com o Pai, ouvir o que Ele quer de nós e para nós… lançar todas as expectativas, os sonhos, as decisões nas mãos dEle e descansar!!!

Saindo de meras palavras e vivendo isso… veremos o sobrenatural em nossas vidas por termos consultado o sábio dos sábios, o alfa e o ômega… Tudo depende de quem você consulta e ouve!!!

Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até o dia de Cristo Jesus” Fil. 1:6

Anúncios

Maravilhosa graça!

Gostaria apenas de compartilhar o quanto Deus é maravilhoso! A graça dEle me surpreende e por tantas vezes constrange. Quando nossos medos querem vir a tona, Ele vem e toma o controle da situação! Hoje posso agradecer a Ele por tão grande amor! Alguém já experimentou um resultado de uma biópsia negativo para malignidade? eu já! E não consigo expressar tamanha gratidão! Ressalto que INDEPENDENTE das circunstancias é fundamental louvar a Deus!

Não entendo completamente a graça… e que maravilhosa graça! Ele não cobra nada de nós pra sermos salvos… apenas um coração rendido e uma decisão!!!

Apesar de não compreender tanto carinho assim comigo…

OBRIGADA PAPAI!

Finalizo com um video… caso não entenda ingles, procure os significados… vale a pena! 😉

(Des)Obediencia!

Samuel respondeu: O que é que o SENHOR Deus prefere? Obediência ou oferta de sacrifícios? É melhor obedecer a Deus do que oferecer-lhe em sacrifício as melhores ovelhas.  A revolta contra o SENHOR é tão grave como a feitiçaria, e o orgulho é pecado como é pecado a idolatria. O SENHOR o rejeitou como rei porque você rejeitou as ordens dele. Eu pequei! respondeu Saul. Desobedeci às ordens de Deus, o SENHOR, e às instruções que você deu. Fiquei com medo do povo e fiz o que eles queriam. Mas agora, Samuel, eu peço que perdoe o meu pecado e volte comigo para que eu possa adorar o SENHOR“. 1 Samuel 15:22-25

Saul desagradou a Deus tentando dar um “jeitinho” nas ordenanças dele. Ele cumpriu a ordem de Deus, parcialmente! Deus o manda exterminar todo o povo Amalequita: “Vá, ataque os amalequitas e destrua completamente tudo o que eles têm. Não tenha dó nem piedade. Mate todos os homens e mulheres, crianças e bebês, gado e ovelhas, camelos e jumentos” (1 Sm. 15:3). Saul cumpre a ordenança mas decide não matar as melhores ovelhas, os melhores touros, bezerros e carneiros e tudo o mais que era bom. O que ele alega? Que vai oferecer em sacrifício a Deus. Mas foi isso que foi ordenado a ele? NÃO!

Deus se alegra mais com pessoas que o obedecem do que com sacrifícios! Saul não pretendia fazer uma coisa ruim com sua atitude, mas não era a vontade do Pai. É necessário muita atenção constantemente com a nossa vida pois coisas boas, atitudes boas, palavras boas, podem não estar nos planos de Deus no momento em que pensamos estar fazendo o certo! Obediência não depende da minha opinião, ela é pra ser cumprida! Se confiamos que Deus sabe o que é melhor, não temeremos! 

Afinal de contas…

Obediência parcial é desobediência!!!!

Maior que a eternidade!

Deus, tenho uma pergunta: Por que amas a teus filhos? Não quero parecer irreverente, mas só os céus sabem quanta dor temos causado a ti. Por que nos toleras? Tu nos dá o ar cada vez que inspiramos, mas te agradecemos?  Tu nos dás um corpo inigualável, mas te louvamos?

Raramente.

Reclamamos do tempo. Brigamos por nossas ninharias. Discutimos sobre quem fica em que continente, discutimos sobre qual o melhor sexo. Não se passa nem um segundo sem que alguém, em algum lugar, use teu nome pra xingar um dedão martelado ou uma decisão desfavorável do árbitro. (Como se fosse culpa tua.)

Enches o mundo de comida, mas a ti atribuímos à fome. Manténs a inclinação da terra, e evitas que os pólos degelem, mas te acusamos de indiferença. Dá-nos o céu azul e exigimos chuva. Dá-nos chuva, e exigimos sol. (Como se, afinal, soubéssemos o que é melhor.)

Louvamos mais o artilheiro em boa forma do que o Deus que nos fez. Cantamos mais canções a lua do que ao Cristo que nos salvou. Somos uma mosca no rabo de um elefante numa galáxia de Africas, e mesmo assim exigimos que nos encontres uma vaga no estacionamento. E se não nos dá o que pedimos, dizemos que não existes. (Como se nossa opinião importasse.)

Poluímos o mundo que nos emprestaste. Maltratamos o corpo que nos deste. Ignoramos a palavra que nos enviaste. E matamos o filho em que te tornaste. Somos bebês mimados que batem e chutam, fazem manha e blasfemam.

Tens todas as razões para nos abandonar.

(…)

Pai, teu amor nunca cessa. Jamais. Mesmo que te rejeitemos, desconsideremos-te, ou te desobedeçamos, não mudarás. Nossa maldade não consegue diminuir o teu amor. Nossa bondade não consegue aumentá-lo. Nossa fé não consegue conquistá-lo, assim como nossa estupidez não consegue prejudicá-lo. Não nos amas menos quando falhamos. Não nos amas mais quando somos bem-sucedidos. Teu amor nunca cessa.

Como explicá-lo?

(…)

Somos idéia dEle. Somos dEle. Seu rosto. Seus olhos. Suas mãos. Seu toque.

O amor de Deus não é humano. O amor de Deus não é normal. O amor de Deus enxerga o seu pecado, mas ainda o ama. Estaria aprovando seus erros? Não. Você precisa se arrepender? Sim. Mas você se arrepende para o bem dEle ou para o seu próprio bem? Para o seu bem. O ego de Deus não precisa de argumentações. O amor de Deus não precisa de sustentação.   

E ele não poderá amá-lo mais do que o ama nesse exato momento!

(Texto extraido do livro “Ouvindo Deus na tormenta” do Max Lucado)

O tempo… (ou falta dele)

24 horas por dia…
168 horas na semana…
5040 horas no mês…
60480 horas no ano…
E estamos sempre sem tempo!

Que valor podemos dar a esse bem que temos a todo momento e desperdiçamos como se fosse algo retornável?!?!
o que, afinal, estamos fazendo com o nosso “tempo”?! ou com a falta dele…

Se tiver tempo, irei ligar para aquela pessoa querida que sinto saudade.
Se tiver tempo, ire orar mais.
Se tiver tempo, irei ler mais a biblia.
Se tiver tempo, irei participar de alguma ação social ou evangelismo.
Se tiver tempo, irei fazer aquela visita prometida há anos para aquela pessoa que nunca mais apareceu.
Se tiver tempo, irei ver um filme ou caminhar com alguém.
Se tiver tempo, irei sair pra me divertir com as pessoas que amo.
Se tiver tempo, marcamos aquele jantar.
Se tiver tempo… se tiver tempo… se tiver tempo…

E assim a vida passa! e continuamos sem tempo! ou perdendo ele!
Os minutos que desperdiçamos no nosso dia a dia com coisas fúteis NUNCA MAIS vão voltar pra nós… por isso devemos pensar mais onde e como estamos desfrutando esse bem hoje em dia tão raro, O TEMPO!

“Nunca penso no futuro, ele chega rápido demais.” (Albert Einstein)
“Há quatro coisas que não voltam para trás: A pedra atirada, a palavra dita, a ocasião perdida e o tempo passado.” (Autor desconhecido)

O tempo não pára…